O que fazer após uma batida de carro

O que fazer após uma batida de carro

Qualquer acidente de trânsito, por menor que tenha sido, deve receber a devida atenção por parte de todos os envolvidos. A negligência em casos como este pode não apenas gerar danos aos veículos, como também à saúde dos envolvidos, bem como ser passível de multa ou ação judicial.

Sabemos que, no momento após uma batida de carro, o torpor e a confusão podem deixar os motoristas desorientados. Para te ajudar, trouxemos hoje um passo a passo do que fazer após uma batida de carro. Acompanhe!

 

Procedimentos após uma batida de carro

1 – Tire os veículos da via

Se ninguém se feriu e os veículos puderem ser movidos, remova-os da via o quanto antes. Veículos que permanecem na vida são potenciais causadores de novos acidentes e, dessa forma, um acidente que se inicia entre dois veículos pode tomar proporções catastróficas.

Se não houver ninguém ferido e se ambos os veículos puderem ser movidos, leve-os a um local onde não obstruam o trânsito e não ofereçam risco à segurança. Se isso não for feito, os responsáveis podem receber uma multa determinada pelo Código de Trânsito Brasileiro, além de 4 pontos na CNH.

Se os veículos não puderem ser movidos devido aos danos sofridos, é necessário contatar o serviço de guincho da cidade ou da seguradora. Neste caso, também é necessário sinalizar o local do acidente com o triângulo a pelo menos 30 metros de distância e ligar o pisca-alerta.

 

2 – Preste socorro aos feridos

Se houver feridos envolvidos no acidente, o socorro deve ser imediato. Além da omissão de socorro qualificar uma infração gravíssima de trânsito com multa e a suspensão do direito de dirigir, ainda é crime passível de detenção tanto pelo Código de Trânsito quanto pelo Código Penal.

Chame uma ambulância, se necessário, o quanto antes e aguarde o socorro no local. Sinalize o local do acidente com o triângulo e o pisca-alerta e jamais movimente os feridos. A movimentação pode causar danos irreparáveis aos feridos e só pode ser feita por profissionais qualificados e treinados para este tipo de situação.

Depois, os feridos podem pedir a indenização do seguro DPVAT, que contempla quaisquer vítimas de acidentes de trânsito. Configuram-se como vítimas as pessoas que sofreram despesas médico-hospitalares, invalidez permanente ou morte.

 

3 – Converse com o outro condutor

Resolvidos os problemas mais urgentes, é hora de conversar com o outro condutor do veículo para resolver a situação. Lembre-se de manter a calma, a educação e o respeito. Em um acidente de trânsito, os ânimos podem ficar extremamente sensíveis e discussões podem levar ao descontrole da situação.

Se o outro condutor demonstrar comportamento agressivo, colete os dados dele e do veículo e se ausente do local para evitar maiores problemas. Deixe claro que você entrará em contato para continuar a resolução do problema e informe seus dados a ele também.

Se a negociação for amigável, ambos os condutores podem resolver a situação sem a necessidade de envolver outras pessoas ou instituições. Entretanto, se for necessário, você deve acionar sua seguradora.

A Polícia Civil também pode ser acionada em casos mais graves. Se houver testemunhas, tente coletar os dados delas também. Além disso, se possível, tire fotos do local e da posição dos veículos.

 

4 – Faça o boletim de ocorrência

Depois da conversa e da negociação com o outro condutor, ou depois que a seguradora for acionada e os veículos removidos do local, você deve proceder com o boletim de ocorrência. Após uma batida de carro, cada condutor contará sua versão do acontecido e, portanto, o sinistro deve ficar documentado em boletim de ocorrência.

Isso porque caso o outro condutor conte uma versão diferente do acontecimento, o seu boletim de ocorrência é uma segurança para fins de preservação de direitos. Inclusive, algumas seguradoras exigem o boletim para realizar os pagamentos devidos em caso de sinistros.

Quando não há vítimas, o boletim de ocorrência pode ser feito em qualquer unidade da PM, ou ainda pela internet. Este documento deve relatar o ocorrido em ordem cronológica (do primeiro ao último fato ocorrido) e conter as informações dos veículos (modelo e placa), dos condutores (nome e RG) e das testemunhas, se houver.

 

5 – Pague os reparos necessários

Se a negociação for amigável após uma batida de carro, provavelmente os condutores chegarão a um consenso. Neste caso, você só precisa pagar pelos reparos do veículo do outro condutor, ou acionar o seu seguro e fazer o pedido da indenização.

Se você se negar a indenizar o outro motorista, ele pode registrar um boletim de ocorrência contra você, o que pode implicar em penalizações de trânsito e penais. Sempre preste o suporte necessário ao outro condutor, mesmo que ele seja o culpado pela batida.

Se você tiver dúvidas no momento do ocorrido, o recomendado é sempre acionar a Polícia Civil e pedir suporte. Nunca se ausente do local do acidente sem resolver a situação por completo, pois isso também configura crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
WhatsApp chat